segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Domingueira da RAPOSA

Clicar para ver
Até parece mal apresentar o gráfico desta domingueira. Estavam previstos 46km com 1400 mt de acumulado.
Essencialmente isto deve-se ao facto de um bando de gajos que gostam de comer e beber muito, vulgo caçadores, terem decidido "fechar" o monte das pedreiras, incluindo estradas, para poderem fazer uma caçada à raposa !!!..
Nunca vi um monte com tamanho engarrafamento de bicicletas e motas a tentar encontrar um "caminho" que não estivesse barrado.
Quem lá estivesse facilmente suporia que se estava a realizar alguma prova!
Adiante.

Meus senhores, eram 8:30h, e estavamos todos prontos para partir, incluindo os elementos da velha guarda que andavam desaparecidos. Assim, Zé Costa, Leitão, Vasco, Délio, Miguel, Martinho, João, Paulo, Quim Zé, Pedro, Faria e João Afacycles, honraram o compromisso de respeitar a hora de saída. 

O resumo da domingueira é fácil, enquanto tivemos monte, subimos. Quando deixamos de "ter monte" descemos ..... :-)))

PS 1 - João, envia o croqui do acidente.
PS 2 - O portinho desceu bem ? O Zé costa já pagou a promessa ?

2 comentários:

Paulo disse...

Esta Domingueira fica para a história pelo melhor e pelo pior. Pelo melhor porque nunca fomos tão pontuais como este Domingo. Parabéns ao chefe que colocou um ponto final na desordem da saída. O pior foi sem dúvida a raposa! Tanto que fugiu que nos obrigou a cortar metade da Domingueira. Estou certo que a próxima vai ter uma planificação mais requintada. Esperem pelo bom!
Não é menina Garminda?

Vamos preparar o rojão vamos formar o maior grupo de sempre dos BICIATUS nos próximos Domingos.

João disse...

Seguia eu em elevada cadência, quando, de repente, um indivíduo deu um toque noutro indivíduo, que por sua vez deu um toque neste indivíduo (eu) e o projectou para a valeta (parecia um poço!).
Nesse momento, passou-me a minha vida toda pela frente... pensei que nunca mais de lá saía! Lutei, lutei, lutei... e finalmente alguém me estendeu uma mão e me ajudou a sair... obrigado Martinho!

Agora sem brincadeiras. Estava dentro da valeta o Urso! É verdade, o famoso Urso! Todo este filme porque ele queria saber onde estava o seu “amigo” Biciatu... Ainda não o tinha encontrado naquele Domingo... Queria vingança da última luta...
Eu juro que tentei não responder, mas ele ameaçou molestar-me... Dasse... Tive que me chibar... “Está lá em cima na estrada... mas cuidado, que o último bicho que se meteu com ele ficou sem tomates!”
Foi então que o Urso me largou e sem medo, foi mais para a frente e montou uma armadilha para o apanhar: arame farpado! A sorte do respectivo Biciatu foi o facto de eu ir atrás dele e o ajudar a libertar-se... sobrou só um buraco nas calças de licra!

Companheiros, como resultado deste meu episódio, felizmente nada de grave! Umas nódoas negras, mas nada de especial. Com quedas destas posso eu bem! Que seja sempre assim!

Abraço!

Nota: já fui encomendar umas lentes novas!!!